Grandes Artistas #9 Tadao Ando

Particularmente sou fã da cultura japonesa. Toda a disciplina, filosofia e forma de agir me causa grande admiração e curiosidade sobre as ilhas nipônicas. E isso não é diferente quanto a sua arquitetura.

Para falar e estudar um pouco sobre isso, a série Grandes Artistas apresenta o arquiteto Tadao Ando.

Japonês nascido em Osaca em 1941, Tadao Ando é um arquiteto que utiliza os materiais em sua forma pura (como o concreto aparente), sem revestimentos, e os relaciona com os elementos da natureza, como luz, sombra e água, por exemplo.

Quando jovem (aproximadamente 14 anos de idade) Tadao trabalhou como carpinteiro durante certo tempo, aprendendo assim a manipular a madeira, material que seria presente em suas obras no futuro. Sua paixão pelo boxe também foi muito notável em sua vida, sendo praticante ainda hoje do esporte no qual lutou profissionalmente, também na juventude. Foi também caminhoneiro antes de tornar-se arquiteto.

A primeira experiência de Ando com algo ligado à arquitetura foi durante a infância, quando brincava na marcenaria do distrito onde vivia. Ele conta como imitava os marceneiros, desenhava e produzia objetos simples, como pontes e barcos. Mais tarde, ajudou o carpinteiro na reforma para acrescentar um pavimento em sua casa. “Ao abrir um buraco no teto, uma luz branca penetrou através da casa escura e úmida. Pela abertura, podia-se ver em destaque o céu azul. Meu coração infantil sentiu uma profunda emoção”.

Sua formação como arquiteto é interessante por nunca ter frequentado uma faculdade. Aprendeu apenas lendo livros e visitando edificações. Viajou pela América do Norte e Europa com o intuito de aprender “da sua maneira” sobre projetar e construir. Sendo assim, Ando pode ser considerado autodidata, assim como sua maior referencia moderna: Le Corbusier.

Tadao é prestigiado por seu estudo sobre a arquitetura tradicional japonesa, a arquitetura moderna que pregava-se em sua época, e pelo casamento dos dois em suas obras.

A forma como trata a natureza em seus projetos é inconfundível, fazendo da luz natural parte fundamental de seus edifícios, onde cria desenhos, símbolos e sensações com a forma da própria iluminação. A água também é muito monumentalizada, com espelhos d’água, ou quedas ou passagens extremamente bem implantadas.

Dentre os vários prêmios que recebeu em sua carreira, o Prémio Pritzker de 1995 foi certamente o mais importante. Doou os 100 mil dólares da premiação para os órfãos do Terremoto de Kobe.

Gostou do nosso Grande Artista? Tem uma ótima noticia pra você então. Tadao Ando lançou uma autobiografia, que além da Asia, foi lançado apenas no Brasil! Distribuído pela Editora Bei, você pode compra-lo aqui.

Para mais, curta nosso facebook, siga-nos nos twitter (@estudioimg) e claro… frequente o blog diáriamente!

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: