Ferramentas do Design Digital #3 Mouses

Ok, já falamos de mesas digitalizadoras e gaming keyboards como dicas e opções de ferramentas para se utilizar no design digital, mas convenhamos, o bom e velho mouse tem que estar sempre em bom estado e disponível! Na verdade, algumas áreas do design digital necessitam do mouse antes de qualquer outro tipo de periférico, como é o caso do 3D, animações, motion design, etc.

E já que é pra usar o danado, por que então não procurar algo em que você realmente possa confiar e que lhe ofereça opções e funcionalidades adequadas a sua necessidade?

Bora então conferir o guia que o IMG Design Estúdio preparou para você!

Preste atenção nos seguintes pontos antes de escolher seu mouse:

Conforto, afinal, se você trabalha com ele, ficará algumas horas com sua mão na mesma posição. Um mouse anatômico e que seja confortável para você é essencial!  O tamanho também é importante. Quando maior sua mão, maior tem q ser o mouse; nada de ficar segurando com as pontas dos dedos, pois isso trás um desconforto danado depois de algumas horas de uso. Nesse ponto eu prefiro os da marca Logitech, como os modelos Performance MX ou o G700, pois em sua maioria possuem um design um pouco maior e com descansos para o dedão.

Precisão e sensibilidade são quesitos que andam juntos. Normalmente trabalhar com desenho ou edição de fotografias requer toques bem minuciosos, assim, um mouse tem que responder exatamente aos seus comandos da maneira mais precisa possível. A sensibilidade e precisão são medidas em dpi (“dots per inch” ou “pontos por polegada”). Um bom mouse deve ter pelo menos 1800 dpi, sendo que a partir de 3600 seria o ideal para proporcionar o controle necessário. Modelos mais requintados oferecem escolha de diferentes níveis de precisão pré programados no próprio periférico.

Funcionalidade e diferenciais como número de botões, posição dos botões extras e presença de ligação usb por cabos ou não. Nem sempre um enorme número de botões é sinal de que aquele é um bom mouse. Aqui fica a critério da necessidade do usuário. Boas marcas também oferecem softwares de configuração dessas funcionalidades extras, como por exemplo mapear os botões ou até mesmo gravar profiles diferentes para cada aplicativo e gravar macros (comandos pré configurados). Tome cuidado também com os wireless. Trocar de pilhas toda hora ou então ficar recarregando elas pode ficar sacal em determinada hora. Alguns modelos como o Razer Mamba possuem bateria interna e base para recarrega-la, bem como opção de usar com o cabo usb caso seja necessário.

Marcas e custo também devem ser observados, tanto pela garantia oferecida pelo fabrincante como pela facilidade de se achar assistência técnica caso seja necessário. Nossas recomendações ficam com as marcas Microsoft, Logitech e Razer. Os primeiros saem pela faixa de $30  já os da Logitech chegam até $90. A razer fica por último com modelos até $130 mas que com certeza valem cada centavo!

Mousepad : embora várias marcas atuais estarem lançando modelos de mouse que “funcionam em qualquer superfície” os mousepads garantem  maior controle do mouse, velocidade de trabalho, higiene e conforto para seu punho. Pads para games são excelentes para se usar no ramo de design!

Gostou? Existem diversas lojas nacionais que vendem mouses de qualidade. Infelizmente o preço aqui ainda é mais salgado que lá fora, mas vale como opção de quem não está a fim de aguarda uma encomenda internacional ou que não tenha condições de fazer esse tipo de compra.

Anúncios
Etiquetado , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: